Últimas Notícias

RMC mantém distância da febre amarela

Americana, Nova Odessa, Paulínia, Hortolândia e Santa Bárbara d'Oeste, assim como os demais municípios da Região Metropolitana de Campinas foram mantidos pelo Ministério da Saúde fora da Área de Recomendação para Vacina contra a febre amarela. Isto se deve ao fato de não haver detecção de transmissão do vírus.
Até ontem, não havia nenhum caso suspeito ou confirmado da doença em municípios da região - fora da região, os municípios mais próximos com casos registrados de febre amarela e que estão incluídos na Área de Recomendação para vacina são Amparo, Atibaia, Itatiba, Jarinu, Louveira e Monte Alegre do Sul.




PRIORIDADE
Em Americana, Nova Odessa, Paulínia, Hortolândia, Santa Bárbara d'Oeste e nos demais municípios da região, a vacinação deve ser prioridade apenas para pessoas que pretendem viajar para alguma região ou município classificado como Área de Recomendação para Vacina ou que frequentarão locais de risco de transmissão do vírus da febre amarela silvestre (matas e áreas silvestres ou ribeirinhas). Essas pessoas devem receber a vacina com pelo menos 10 dias de antecedência da data da viagem.

TIRE SUAS DÚVIDAS
- Onde os casos estão acontecendo?
Desde jul.2017, os casos confirmados pelo Ministério da Saúde ocorreram no Distrito Federal, Rio, em Minas Gerais e no Estado de SP. Entre as cidades paulistas com notificações mais recentes estão Itatiba, Jundiaí, Mairiporã e Nazaré Paulista

- O que está sendo feito para bloquear o avanço da doença?
Além da vacinação de rotina em áreas previamente determinadas, o governo decidiu imunizar com dose fracionada cidades que têm áreas de mata por onde o vírus pode avançar para otimizar o estoque limitado da vacina. São 76 municípios na BA, RJ e SP

- Qual é a diferença da dose fracionada?
Ela tem um quinto do volume da imunização tradicional (0,1 ml, enquanto a dose padrão tem 0,5 ml). A segurança é a mesma, mas a validade é de apenas 8 anos, enquanto a dose completa vale para a vida toda -até abril de 2017, o Ministério da Saúde recomendava duas doses, mas depois reconheceu que uma é suficiente




- Todo mundo pode tomar a fracionada?
Não. Devem continuar a receber a dose integral crianças de 9 meses a 2 anos de idade, pessoas com HIV e outras condições clínicas e viajantes internacionais

- Quem não deve tomar nenhuma das doses?
Crianças com menos de 6 meses (de 6 a 9 meses, apenas com indicação médica), pacientes imunodeprimidos ou com alergia a ovo. Grávidas devem evitar, a não ser que o risco de contrair o vírus seja alto. Na dúvida, deve-se consultar um médico.

- Quais são os sintomas da febre amarela?
Febre súbita, calafrios, forte dor de cabeça, dores no corpo, fraqueza e vômitos. A maioria das pessoas melhora depois, mas cerca de 15% desenvolvem a forma grave da doença, quando pode haver icterícia, que deixa pele e olhos amarelados, hemorragia e insuficiência de órgãos

- Quais reações adversas a vacina pode causar?
Dores no corpo, de cabeça e febre podem afetar entre 2% e 5% dos vacinados nos primeiros dias após a vacinação e podem durar entre 5 e 10 dias

- Por que a vacina não é indicada a crianças com menos de 9 meses? (6 meses no caso de áreas de risco)
Porque, quanto mais nova a criança, mais o organismo pode demorar para responder, fazendo com que o vírus circule por mais tempo. Assim, aumentam as chances de efeitos colaterais, como febre e outros sintomas associados à doença. O ideal é sempre balancear os riscos e benefícios com o pediatra e a família

Fonte: Jornal Todo Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paulínia Online Designed by Templateism.com Copyright © 2014-2018

© Todos os direitos reservados ao Paulínia Online. Tecnologia do Blogger.