Últimas Notícias

Enfermeiro da Unicamp é preso suspeito de estupro; vítima de 6 anos escreveu carta pedindo prisão

Um enfermeiro de 52 anos foi preso por suspeita de estupro de vulnerável na manhã desta segunda-feira (7), em Campinas (SP). Ele estava no estacionamento do Hospital de Clínicas da Unicamp quando foi detido, às 8h. Segundo o delegado Rodrigo Luis Galazzo, responsável pelo caso, as vítimas são dois meninos, irmãos, de 6 e 9 anos de idade, que são vizinhos do suspeito. O mais novo escreveu uma carta pedindo que o delegado o prendesse.
Ele foi indiciado nesta manhã na Delegacia de Paulínia (SP), onde mora, com prisão temporária de 30 dias, por ser crime hediondo. Galazzo confirmou ao G1 que o enfermeiro é funcionário do setor de nefrologia da Unicamp.




"A natureza desses crimes não tem faixa etária, classe social. [...] Essa prisão foi decretada há cerca de um mês, mas ele estava de férias, tirou licença. Hoje os policiais fizeram campana e ele foi preso no estacionamento da Unicamp. [...] Estava voltando para renovar a licença", afirma Galazzo.
De acordo com o Hospital de Clínicas, ele trabalha no Centro Integrado de Nefrologia da Unicamp. A universidade ainda não se posicionou sobre a prisão.
Carta e desenho
Segundo o delegado, a investigação começou em janeiro deste ano, quando a mãe dos meninos denunciou os abusos. Eles passaram por atendimento com uma psicóloga em abril. Foi quando o menino mais novo fez um desenho do carro da polícia e escreveu uma mensagem ao delegado.
"Eu quero que o [...] seja preso para sempre. Para o delegado. Assinado, [...]", diz o texto.
A psicóloga enviou a carta junto com um parecer técnico para a Polícia Civil. O suspeito é solteiro e não tem filhos, informou o delegado. Ele e as vítimas são moradores do bairro de classe média de Paulínia, Jardim Europa.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paulínia Online Designed by Templateism.com Copyright © 2014-2016

© Todos os direitos reservados ao Paulínia Online. Tecnologia do Blogger.